Feira agroecológica, projeto da agricultura familiar

O Projeto da Feira Agroecologica constitui uma estratégia pensada por diversas entidades da sociedade civil organizada na rede de educação cidad㠖 Talher Potiguar para enfrentar e superar a fome, o subemprego, o pouco aproveitamento da capacidade produtiva dos/as agricultores/as familiares e concentração de renda. A feira deve proporcionar a articulação e fortaleceimento das redes de economia solidária e produção agroecológica das famílias atendidas por programas sociais

O Projeto da Feira Agroecologica constitui uma estratégia pensada por diversas entidades da sociedade civil organizada na rede de educação cidad㠖 Talher Potiguar para enfrentar e superar a fome, o subemprego, o pouco aproveitamento da capacidade produtiva dos/as agricultores/as familiares e concentração de renda. A feira deve proporcionar a articulação e fortaleceimento das redes de economia solidária e produção agroecológica das famílias atendidas por programas sociais, como o bolsa família, e que vivem em situação de vulnerabilidade. Também, tem como meta gerar aprendizado para outros/as trabalhadores/as que possam vir a consolidar outras feiras nos seus municípios e juntos tenham melhores condições de vida.

Nesse sentido, além de promover a Feira Agroecológica, a ação proporcionara a capacitação e organização dos/as produtores/as na perspectiva da produção orgânica e economia solidária, a educação para a cidadania, empoderando os sujeitos políticos coletivos para acessar políticas públicas de crédito, trabalho, renda e dignidade. A feira irá oportunizar os/as agricultores/as familiares apropriar-se de conhecimentos na perspectiva de mudanças de valores e substituição da agricultura tradicional para a produção agroecológica. Estes/as produtores/as terão acompanhamento técnico do processo produtivo e da certificação solidária dos produtos orgânicos, garantindo assim, um mercado assegurado ao consumidor/a e produtor/a.

A entidade proponente é a Associação Zuzu Angel, ação do projeto será centrada na capacitação profissional e educação cidadã, ética, política, técnica e autogestionária, suscitando processos educativos que contribuam com a construção e reconstrução de valores e novas relações de gênero, com garantia da eqüidade entre mulheres e homens. Construindo um desenvolvimento na perspectiva da sustentabilidade, através de alternativas que combinem os seguintes aspectos: Econômicos, fortalecendo a perspectiva de construção de uma economia solidária; Ambientais com a conservação e reciclagem dos recursos e redução dos desperdícios; Sócio-comunitários que promova a satisfação das necessidades humanas básicas; redução das desigualdades; gestão transparente e participativa; e aumento da auto-suficiência local.

A Feira Agrocologica beneficiará inicialmente os/as produtores/as da agricultura familiar atendidos pelo bolsa família, famílias sobrevivendo dos lixões e áreas de risco social, comunidades negras e ribeirinhas dos seguintes municípios: Natal, Parnamirim, São Jose de Mipibu, Maxaranguape, Extremoz, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Touros, São Miguel do Gostoso, Ceará Mirim, Nísia Floresta, João Câmara, São Miguel do Gostoso, Currais Novos, Acari, Monte Alegre, Nísia Floresta. Estes municípios estão na área prioritária do Programa Fome Zero e da atuação do Talher, da Associação Zuzu Angel, SEBRAE/RN E EMATER serão prioritários na ação, mas à medida que houver fortalecimento da feira, grupos produtores de outros municípios poderão ser integrados, ao todo pretendemos alcançar 60 produtores/as.

Tendo como objetivo fortalecer iniciativas locais de estruturação da produção e comercialização dos produtos da agricultura familiar e de novos empreendimentos solidários das famílias beneficiadas pelo Programa Bolsa Família/PFZ, possibilitando o acesso à produção e comercialização agroecológica, a economia popular solidária, o comércio socialmente justo, o fortalecimento da cidadania e da construção do desenvolvimento sustentável no Estado.

Promover e organizar uma feira agroecológica de forma que favoreça uma alternativa de comercialização da produção dos/as pequenos/as produtores/as rurais e grupos produtivo de famílias atendidas pelo programa bolsa família/PFZ, assim como, proporcionar aos produtores/as da agricultura familiar oportunidade de produção agroecológica e sustentável permitindo a consolidação do comércio solidário com capacidade empreendedora no RN, oportunizando a formação e qualificação de grupos produtivos de homens, mulheres e jovens numa perspectiva associativista de forma que gere renda e promova a autonomia dos sujeitos, capacitando-os na perspectiva da inserção destes nos espaços de participação e acesso e garantia dos direitos.

 A Feira Agroecológica contará com a ampla divulgação na imprensa do Estado como também nos meios de comunicação disponível nos municípios participantes do projeto através de: produção de release para a imprensa (rádios comunitárias e outras, em jornais e TV); produção de folders e folhetos; além de confecção de faixas alusivas ao evento e registro fotográfico e produção de um vídeo que constituirão a memória da feira; elaboração de cartilhas educativas sobre Agroecológica, economia solidária e etc, criação de logo comum a toda feira e rótulos individualizados de acordo com a parceria estabelecida com cada prefeitura ou órgão municipal de apoio ao pequeno/a produtor

 A participação de patrocinadores estará garantida em todo o plano de mídia e a divulgação verbal durante as ações de comercialização, capacitação e apresentações públicas.

Um comentário em “Feira agroecológica, projeto da agricultura familiar

  1. Gostaria de fazer a parceria com a REDE DE EDUCAÇÃO CIDADÃ para que possamos realizar em nossa unidade de ensino o Colégio Estadual do Campo Aloísio damasceno de jesus a primeira feira dos pequenos agricultores da agricultura familiar, do assentamento Beira Rio no município de Boa Vista do Tupim,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*