Fabio Alves

Homenagem a educadoras abre a 4ª Ciranda de Educação Popular

Fabio Alves

4ª Ciranda de Educação Popular

A 4ª Ciranda de Educação Popular acontece de 25 a 29 de maio, no Centro de Formação do CIMI, em Luziânia – Goiás, com o tema Sonhos que tecem a rede: muitas vozes e mãos construindo a comunicação que queremos.

 

 

 

A perda de duas companheiras de luta, Maria Izabel (Sergipe) e Flávia (Goiás), foi lembrada na abertura do encontro e como homenagem teve dança, música e ainda mais força para continuar.
Abertura5__4_Ciranda_25_05_2011_foto_Fabio_Alves
A 4ª Ciranda de Educação Popular acontece de 25 a 29 de maio, no Centro de Formação do CIMI, em Luziânia – Goiás, com o tema Sonhos que tecem a rede: muitas vozes e mãos construindo a comunicação que queremos.

O objetivo geral do encontro promovido pela Rede de Educação Cidadã – Recid é “aprofundar, a partir das experiências e práticas da Rede, a perspectiva política da comunicação que queremos construir, identificando os problemas do sistema e dos processos de comunicação no Brasil e as experiências e práticas sociais, tendo em vista a articulação destas iniciativas com os processos de educação popular no conjunto da Recid e a ação para construir outro modelo de comunicação”.

Segundo Luana Castelli, da comissão nacional da Recid, a Ciranda segue a orientação Freireana de ter como ponto de partida dos debates a realidade vivenciada pelo coletivo de cada estado. Com isso elaborado, alguAbertura2__4_Ciranda_25_05_2011_foto_Fabio_Alvesmas assessorias convidadas irão enriquecer as discussões com aprofundamento teórico. Esse acúmulo deve gerar a aplicação do conhecimento para nutrir as propostas e avaliações que possam contribuir com as políticas e ações de comunicação. Muito deAbertura_4_Ciranda_25_05_2011_foto_Fernando_Waschburgersse processo se dá pela metodologia da formação de equipes de trabalho autogestionárias, que representa também uma forma de aprendizado.

O educador voluntário de Salvador (BA), Jorge Konmukeenge, destacou que a Ciranda começou com o sentimento de perda de duas companheiras de luta, mas que o legado deixado por elas dará força para o trabalho da Rede. Salientou também: “em diversos territórios do nosso país, ainda temos dificuldade em acessar meios de comunicação como internet e celular. O desafio aqui é, a partir da troca de experiências com os outros educadores e outras realidades, encontrar caminhos para avançar”.

Um comentário em “Homenagem a educadoras abre a 4ª Ciranda de Educação Popular

  1. BOM DIA COMPANHEIRADA!
    São muitos os sotaques, os cheiros os sabores as culturas…São gente de todos os lugares…do Norte ao Sul do pais…Do Oiapoque ao Chuí…Educadores e Educadoras, companheirada que Ousam sonhar por um Brasil Popular! RECID o Brasil buscando o PODER POPULAR!

    To aqui tbm!!!
    bjs CRIS – RIO DE JANEIRO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 1 =