Como nos organizamos

Busca-se por meio de uma Rede, envolvendo diferentes sujeitos nos processos (educadores estaduais, entidades âncoras, Comissão Nacional, Talher Nacional, etc), fazer, de forma coletiva, horizontal, democrática e transparente, a gestão político, pedagógica e financeira do trabalho para a conquista e afirmação de direitos.

Esta ação em uma Rede de Educação Cidadã se organiza em cada unidade da federação em coletivos estaduais, compostos pelas forças que a integram. Conta com o apoio de entidades em nível nacional e estadual para fazer um processo de gestão colegiada. Nesse processo, estão envolvidas mais de 550 organizações e entidades da sociedade civil que investem no desenvolvimento da economia solidária, controle social das políticas públicas, organização popular, geração de trabalho e renda, na defesa de todos os direitos conquistados pela população e na construção de um Projeto Popular para o Brasil.

O trabalho, presente nos 26 estados e no Distrito Federal, conta com a adesão voluntária de mais de 500 educadores(as) populares e com a ação de 150 educadores(as) contratados(as) por meio de convênio celebrado entre a Secretaria Especial dos Direitos Humanos e o Instituto Paulo Freire.

2 comentários em “Como nos organizamos

  1. A fragilidades das Instituições democráticas é um fato,, como consequência, constata-se que a esfera da cidadania não é constituída e instituída para todos, prova disso, é tamanha desigualdade social que não somente marca, como sobretudo estigmatiza as classes meno favorecida. É preciso que haja uma interação: família, escola e sociedade através da socialização do saber pela busca de uma educação de qualidade, pautada nos princípios da Ética e da Moral enquanto referencia para o gozo do exercício pleno da cidadania da mulher e do homem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*