Projeto Político Pedagógico – Recid

Documento da Rede de Educação Cidadã aprovado no 8º Encontro Nacional em 2007. Nele estão presentes o que a rede entende como características de um Projeto Popular para o Brasil, os princípios orientadores da Recid e suas diretrizes.

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP) : Um processo em constante construção

A educação é um ato de amor, por isso, ato de coragem. Não pode temer o debate. A análise da realidade. Não pode fugir a discussão criadora, sob pena de ser uma farsa.”

Paulo Freire

A necessidade de nos debruçarmos sobre a construção do Projeto Político Pedagógico (PPP) da Rede de Educação Cidadã foi se explicitando a cada desafio por nós superado. Em 2003 o Talher começou a ser organizado, com o intuito de fazer um trabalho de educação cidadã e mobilização social massivas em torno das políticas públicas estruturantes incentivadas pelo Fome Zero. Durante o ano de 2004, já como parte da estrutura de governo e, portanto, atuando com verba pública, o desafio foi organizar equipes estaduais de educadores e educadoras populares em todos os estados, atingindo cerca de 1200 municípios do país.

 Em 2005, com equipes municipais e estaduais organizadas, o processo levou à elaboração de nosso Programa de Formação, que priorizou a organização de núcleos de base e encontros de formação sobre a metodologia de trabalho de base desenvolvida junto aos mais diferentes grupos populares. Em 2006, nosso principal desafio foi aprofundar nossa compreensão sobre educação popular enquanto um instrumento de transformação da realidade, a partir da metodologia freireana. Outro salto qualitativo do nosso trabalho, durante o ano de 2006, foi a sistematização das experiências realizadas pelos educadores e educadoras atuantes na Rede, o que envolveu, além do registro destas vivências, a problematização coletiva de nossas ações cotidianas em todas as regiões brasileiras.

        O ano de 2007 exigiu um aprofundamento sobre os propósitos políticos desta Rede, pois, eram muitas as questões que seguiam sem respostas. O que temos é uma Rede de movimentos ou um movimento em Rede? O que fazer com os núcleos de base já organizados?

        Com o intuito maior de explicitar e assumir a intencionalidade política da Rede de Educação Cidadã, a elaboração do nosso Projeto Político Pedagógico foi um meio de aprofundar nossa compreensão da realidade e ampliar nossa intervenção sobre ela. Tratou-se de um processo de formação amplamente dialógico e dialético1 para todos(as) os(as) envolvidos(as). Mais importante que o produto, foi o processo construído em conjunto e à nível nacional, no qual cada educador e educadora popular puderam se reconhecer enquanto parte fundamental dessa construção.

                Para avançarmos neste desafio, nosso ponto de partida foi a própria trajetória da Rede/Talher, seus documentos históricos, a vivência dos educadores e das educadoras populares que a compõem e, em especial, o que foi sintetizado no 7º Encontro Nacional: “Pensar a Rede, pensar o Brasil”, em novembro de 2006, momento em que todos(as) pudemos refletir juntos(as) sobre os caminhos que poderíamos percorrer enquanto Rede, à luz de um Projeto Popular para o Brasil. Trata-se, portanto, de um aprofundamento do processo de sistematização, desencadeado em 2005/2006.

        Em abril de 2007, durante o 1o. Encontro da Comissão Nacional, pudemos refletir, com profundidade, sobre o Projeto Político Pedagógico da Rede de Educação Cidadã/Talher. Nossa história, registrada em documentos e encontros da Rede, reafirma a ampliação do horizonte político desta ao nos dedicarmos à construção do debate sobre o “Brasil que queremos”. O caminho, para tanto, foi o de realizarmos primeiro uma reflexão sobre qual a compreensão de Projeto Popular para o Brasil defendida pela Rede.

         Esta reflexão nos leva a ampliação do sentido de nossa vivência enquanto educadores(as) populares, uma vez que mais do que denunciar a fome de pão e de beleza, vamos buscar, como nos diz Freire2, atualizar o sonho e a utopia a partir de nossa prática cotidiana, compreendendo, sempre, a história como uma possibilidade de mudança e intervenção na realidade.

                Motivados pelo desejo de sermos parte da construção deste Projeto Popular, refletimos, em seguida, sobre quais os PRINCÍPIOS que devem orientar nossas ações cotidianas. Entendemos que Princípios e valores são pressupostos político-filosóficos que iluminam uma prática crítica e transformadora. São, portanto, o núcleo central da construção de um Projeto Político comprometido com a libertação.

                A partir destes princípios, elaboramos DIRETRIZES políticas amplas que pretendem garantir ao máximo que os princípios elencados se efetivem na prática. Organizamos, então, o chamado “texto provisório”, contendo características do Projeto Popular para o Brasil, princípios e diretrizes da Rede de Educação Cidadã.

                Durante os meses de maio e junho, as equipes estaduais de educadores populares dos 27 estados realizaram, a partir do texto provisório, um amplo diálogo sobre o Projeto Político Pedagógico da Rede, enviando suas contribuições, acréscimos, esclarecimentos e discordâncias à equipe de sistematização do PPP.

        Em julho de 2007, realizamos um Encontro de aprofundamento do PPP, com a participação de 1 representante de cada estado. Neste, além de aprofundar a reflexão sobre o Projeto Político Pedagógico da Rede, a partir do diálogo estabelecido com todos os estados, organizamos um texto síntese do PPP.

        Durante todo o processo, nos preocuparmos com a coerên
cia entre as características de um Projeto Popular para o Brasil, os princípios orientadores desta Rede e nossas diretrizes. Empenhamo-nos, também, em traduzir, com precisão, a realidade vivida pelos/as educadores/as envolvidos nesse processo, nossas práticas cotidianas, anseios e desafios.

       O 8o Encontro Nacional, realizado em agosto de 2007, motivou novo diálogo sobre este documento. Na ocasião, aprovamos, em Plenária Nacional com 300 educadores(as), a síntese de todo este processo.

       Nosso atual desafio está em desdobrar nossas diretrizes em ações nacionais, regionais, estaduais e locais, sempre em coerência com os princípios do PPP e com o Projeto Popular de Nação que queremos contribuir com a construção. É necessário que este seja um instrumento que motive a revisão de nossas práticas e, portanto, um instrumento de transformação da nossa realidade.

1 Para o pensador alemão Karl Marx, a dialética é constituída pelas contradições reais que se manifestam principalmente nos níveis político, social e econômico. Em uma visão dialética de mundo, as coisas e os seres existem em permanente processo de mudança. Trata-se de um movimento constante de unidade dos contrários, ou seja, de afirmação, negação e síntese deste confronto. No campo da Educação Popular é o confronto dialético ação-reflexão que dá origem à mudança, tanto do nível de consciência como da estrutura social.

2 In Pedagogia da Indignação. Cartas Pedagógicas e outros escritos, 2000)

PPP: PPP_Recid

Projeto Político Pedagógico-Recid-PDF
Projeto Político Pedagógico-Recid-DOC

Um comentário em “Projeto Político Pedagógico – Recid

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 8 =