"Os pontos ampliados"

Carta Memória, Brasília, Casa Irmão Sol – 18 de abril de 2012.

       A chegada logo de manhazinha, bem cedinho, e como geralmente isso não ocorre, as pessoas se perderam no aeroporto, mas nada que um puxão de orelha… que desta vez veio substituindo os bombons e poemas como aconteceu na recepção do XI Encontro Nacional. Mas vamos embora! E no caminho… uai? Esse não é o caminho do CIMI, o que está acontecendo? Pra onde estamos indo? Que lugar é esse?!!! SOCORRO!!! Ufa! Sinal de vida…. abra logo essa porta e nada de bom dia, pois temos fome, afinal as empresas aéreas não nos dão mais lanchinhos como antes. Oh! Dona, por favor, será que não tem um pão aí? Sabe como é né… essas bolachinhas não vão resolver….

       E enquanto se espera as outras pessoas, companheir@s que estão por aí, nos aeroportos da vida, enquanto el@s viajavam por lá, outras pessoas viajam por aqui, e olha que não era só no sono da tarde… Vamos então minha gente… “E OA A IIA, AI OEA”… traduzindo: É hora da mística, vai começar! ‘E AO AA’, De mãos dadas, ‘AEO É’, Batendo Pé…. E assim, a IIA, rolou, num circulo de energia e memória de lutadores (as) que sempre estarão presentes!!! Houve até uma fala: Presente – agora e sempre, AMÉM!!! Mas não foi pra frente.

       Luana (SP/CN), com um aparelho ultra, mega, hipermoderno, além de nossas estruturas, possui nada mais nada menos que um “Ponto”, e com esse GPS ela não se perde entre os vários cadernos da ampliada, sabe de cor o que tem em cada um com uma simples visão raio X, e ainda, controla a velocidade da voz, sabe tudo o que está falando e tem poder de encaminhamento, esse supermodelo ainda não comercializado, recebeu o carinhoso nome de “Ponto Willian Bonfim”, em vogais, OO IIA OI. Com essa superestrutura o dia rolou com certa tranquilidade.

        Em 5 grupos, divididos ainda sob essa tecnologia (1, 2, 3, 4 e 5), fomos conversar um pouco sobre o que, diante da conjuntura que se apresenta, quais são as PRIORIDADES da Recid que retiraremos de outras Prioridades, das Prioridades levantadas anteriormente e que agora existe a necessidade de priorizar as Prioridades, para que a Recid possa definir as maiores Prioridades para este ano ou triênio? Enfim, o supra sumo da PRIORIDADE.

      Agora virou moda esse negócio de autogestionado, antes algumas atividades eram autogestionadas, tipo quando havia um intervalo em meio a tanta atividade, e o autogestionamento está tomando conta, vamos nessa onda para o lanche autogestionado. Agora, apresentação delas “As prioridades” e um breve debate. Luana consulta o ponto que por sua vez, diz para receber as pessoas viajantes, não as que já estavam, mas as que chegaram depois de mais de um dia de viagem. E Luana, na maior eficiência diz: Se apresente Maria, Irma, Walde… e o ponto, diz, “deixe que eles/as se apresentem”….. foram acolhidas (os) ao som de um pandeiro que deu o ritmo do “Sejam bem vind@s olê lê, sejam bem vind@s ola lá.

      E agora, o que fazer? Tem um intervalo de 30 minutos até o ‘rango’ ficar pronto, uma fabulosa ideia se ilumina por todos os lados, vamos otimizar o tempo que tal? Ótimo, então vamos fazer uma boa reunião.

       Hora de um caldo verde para recuperar forças, e o caldo verde bateu na fraqueza e levou muita gente para a cama…. mas deu forças para algumas pessoas retomarem as reuniões… que foram até, até… é….. essa equipe não ficou para ver o final.

Equipe de Comunicação, 1ª Reunião Ampliada Nacional


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 1 =